BKVIAJA: JAPÃO POR QATAR AIRWAYS

JAPAO

Hi, Buddies,

Mais uma vez, recebi um convite superespecial da companhia aérea Qatar Airways: conhecer outro país asiático! Como ano passado fui para a Xangai, na China, desta vez optei por Tóquio, no Japão. E nada como voar até Tóquio na Business Class da Qatar Airways, eleita a melhor do mundo! Mas esta experiência contarei em outro post.

Tóquio é uma cidade cheia de contrastes, onde o moderno e o tradicional convivem lado a lado, já que o país cultiva fortes raízes nos costumes e hábitos tradicionais. A população é extremamente educada e tudo funciona perfeitamente. A pluralidade das tribos também é outro ponto que chama a atenção: cosplays (pessoas que se vestem dos seus personagens prediletos)Harajuku style (estilo dos adolescentes nas ruas de Harajuku, um bairro no distrito de compras, perto da Estação de Harajuku)rockabillies e punks, em meio à mulheres que ainda usam kimonos. Uma mistura interessante…

Mas, se você pretende visitar o Japão, é preciso saber algumas coisas:

1 – Leve o máximo possível de dinheiro em espécie, já que não é fácil achar um caixa eletrônico (ATM) que aceite nossos cartões, tanto de crédito quanto pré-pago. Inclusive, tirei uma foto do único que aceita, da rede 7 Bank

Este é o único ATM que consegui sacar dinheiro por lá.

Este é o único ATM que consegui sacar dinheiro por lá.

2 – Ao chegar no Japão, ainda no aeroporto, procure uma loja de telefonia celular e alugue um modem para conseguir acesso a internet. É a única forma de conseguir utilizar a internet do seu celular, já que a tecnologia dos aparelhos de lá é diferente da nossa, ou seja, não dá para comprar um chip pré-pago;

3 – Caso chegue no Japão pelo aeroporto de Narita, não pegue um taxi para ir ao seu hotel, pois é longe e a tarifa não ficará por menos do que 400.00 dólares! Por isso, utilize o shutlle bus, pois além de prático, te deixa na porta do seu hotel e ainda é barato.

4 – Ao contrário do que pensava, não existe nenhum lugar com wi-fi em Tóquio, a não ser os hotéis e a Starbucks, que mesmo assim, não consegui fazer o acesso;

5 – Bom, não só nas ruas, os japoneses usam máscaras em todos os lugares: escolas, trens, shoppings, supermercados, em casa e etc. Antes de viajar para o Japão eu imaginava que era algo como uma hipocondria/histeria coletiva. Bastaram alguns dias para eu fazer uma pesquisa sobre a cultura nipônica e verificar que eles não usam máscaras para se protegerem de doenças, e sim para não transmitirem doenças. A preocupação com o próximo e a educação é tão grande que eles se “prejudicam” para evitar que outras pessoas sejam contaminadas com a doença deles.

Vamos as dicas de lugares imperdíveis em Tóquio!

HOTEL ANA INTERCONTINENTAL

Nesta viagem, ficamos hospedados no hotel ANA Intercontinental, localizado num dos bairros mais bacanas de Tóquio, Roppongi. O hotel é enorme, possui academia de ginástica, piscina e um serviço de concierge muito eficiente. O café da manhã não está incluso na diária, mas é excelente e, se você não é fã de comida japonesa, é o melhor lugar para comer comida ocidental. Bem em frente ao hotel existe uma ótima estação de metro – Tameike-sannô, da Ginza Line, que é interligada a outras 4 linhas. 

O bairro possui um grande shopping center, o Roppongi Hills, com mais de 200 lojas, cafés e restaurantes. Não tinha forças para balada em Tóquio, mas Roppongi tem fama de ser o point  mais badalado da cidade.

TÓQUIO DISNEY RESORT

Logo no primeiro dia, decidimos ir a Disney. Eu sou fã dos parques da rede e, como já visitei o Walt Disney World, em Orlando, e a Euro Disney, em Paris, não poderia deixar de visitar a de Tóquio. O parque é lindo e foi pensado nos mesmos moldes do Magic Kingdom. Além do famoso castelo, o parque ainda conta com a Splash Mountain, Space Mountain, Piratas do Caribe, Big Thunder Mountain, entre outros.

O modo mais fácil de chegar até a Disneyland Tóquio é de trem, pela JR Line. A viagem dura somente 15 minutos. Vale à pena!

  • Maihama Urayasu, Chiba
  • +81 (45) 330-5211 (Informações Gerais)
  • +81 (45) 683-3333 (Reservas)

TEMPLO SENSO-JI
Metrô: estação Asakusa da linha Ginza ou da linha Asakusa

templo de Senso-ji, também conhecido como Asakusa Kannon, foi fundado no ano 645, sendo o mais antigo de Tóquio. Cada ano, cerca de 20 milhões de pessoas visitam esse templo, construído em homenagem à deusa Kannon

Kaminarimon (Porta do Trovão) dá acesso à rua Nakamise Dori, uma rua comercial com mais de 90 lojinhas, que dá acesso a Hozomon (Porta do Tesouro), a entrada principal do templo. Nessa via comercial, você poderá comprar uma infinidade de produtos típicos, tais como: osembe (o famoso biscoito japonês), hachimaki (fita típica para a cabeça), kimonos e souvenires dos mais variados tipos.

No recinto do templo de Sensoji, também poderá ver o O-koro, um grande incensório. De acordo com a tradição, a fumaça desse incensório fortalece os fracos e cura os doentes. Se sobrar um tempinho, aproveite para ver o Demboin, um verdadeiro oásis de tranqüilidade e espiritualidade em forma de jardim.

SHIBUYA
Metrô: estação Shibuya da linha Ginza

Shibuya é uma área de entretenimento e compras popular ao redor da estação que leva seu nome, com grandes lojas, como Apple – preciso dizer que comprar um iPad lá foi tão barato quanto nos Estados Unidos, Uniqlo, Nike, Zara, Muji, lojas de eletrônicos, entre outras. É um dos bairros mais populosos de Tóquio, com aquele cruzamento famoso, onde centenas de pessoas o atravessam, rodeado de edifícios com neons e telas de vídeo com publicidade gigantes.

HARAJUKU
Trem: Linha JR, estação Harajuku

Quando embarquei para Tóquio, Harajuku era um dos únicos lugares que eu sabia que teríamos que visitar. O local é famoso pelo estilo exótico e bastante curioso que os adolescentes se vestem. A principal rua da região é a Takeshita-dori, visível logo na saída da estação de trem de Harajuku da Linha JR. Lojas de novos estilistas, brechós, estabelecimentos especializados na cultura cosplay, cafés, lanchonetes e salões de cabeleireiro estão espalhados ao longo dos cerca de 400 metros da Takeshita-dori.

GINZA
Metrô: estação Ginza das linhas  Hibiya, Marunouchi ou Ginza Subway

Ginza é a região mais bacana para compras, entretenimento e jantar de luxo de Tóquio, com lojas de departamento como, Mitsukoshi, Matsuya, Matsuzakaya, Printemps e Hankyu Men’s Tokyo. Esta última, dedicada exclusivamente a moda masculina, nós visitamos todos os andares e posso garantir que é de enlouquecer!

Além disso, Ginza ainda conta com casas noturnas e cafés, e, também, com um dos mais caros preços por metro quadrado do planeta – US$22,000/m². Todas as principais grifes mundiais, como Louis Vuitton, IWC, Rolex, Cartier, Montblanc tem sua butique por lá.

Outros dois lugares bacanas são o Ginza Wako, construído em 1932, a torre de relógio do Edifício Ginza Wako é o símbolo de Ginza e está locaizado entre as ruas Chuo Dori e Harumi Dori, e o Sony Building: showroom da Sony com os últimos lançamentos da marca.

PALÁCIO IMPERIAL
Metrô: estação Nijubashi da linha Chiyoda, No. 6 Exit

Os prédios do palácio e jardins internos não são abertos ao público e os visitantes só podem entrar na parte interna do palácio nos dias 02 de janeiro (Ano Novo) e 23 de dezembro (Aniversário do Imperador), ocasiões em que os membros da família imperial fazem várias aparições na sacada.

Os jardins leste do Palácio imperial são abertos a visitação exceto às segundas, sextas e ocasiões especiais. Vale a pena ir a maior praça em frente ao Palácio para ver as  Nijubashi, 2 pontes que formam a entrada da sua área interna. 

AKIHABARA
Metrô: estação Akihabara da linha  Hibiya

Localizado na região central de Tóquio, o bairro de Akihabara, também chamado de Akiba, é considerado a “Meca dos nerds”.  Ao longo da avenida Chuo Dori e de ruas transversais estão milhares de lojas de artigos eletrônicos, além de muitas lojas especializadas em quadrinhos japoneses (mangá) e artigos de desenhos animados (anime).

É tanta loja de eletrônicos que fiquei até tonto! Não fiz nenhuma pesquisa prévia e fui entrando de loja em loja até achar o que procurava: o PS VITA da Sony. Mas atenção! Sequiser comprar algum produto por lá, é bom saber que eles só funcionam no Japão. Eu só comprei o PS Vita pois o Paulo, que trabalha comigo no BK, me garantiu que eu conseguiria baixar o jogos com o cartão pré-pago da Sony. E funcionou! Ah, e não esqueça de pedir o Tax Free!

TOKYO TOWER
Metrô: estação Akabanebashi da linha Oedo line

Vale a pena visitar em dia de sol e céu limpo, para ter uma boa visão 360 graus sobre Tóquio. A Tokyo Tower já foi o observatório mais alto da cidade, até a inauguração da Tokyo Skytree. Com o céu bem claro e limpo (o que é raro nos últimos tempos por conta da poluição), é possível ver o Monte Fuji à distância. São 333 metros (13 metros mais alta que a Torre Eiffel de Paris).

UENO PARK
Metrô: estação Ueno da linha Hibiya & Ginza

Vale a pena um passeio pela manhã especialmente na primavera, quando florecem as cerejeiras  e, no outono, pelas folhagens avermelhadas. Infelizmente, não conseguimos pegar as cerejeiras, elas haviam acabado de murcharem. 

Existe um zoológico no parque, com pandas e diversos outros animais, porém não tivemos tempo de visitar. Fica para próxima! 

Abaixo, algumas fotos que registramos em todos estes lugares. 

Enjoy!

 Fotos: Acervo Pessoal

Fonte: Dreamguides
Trip Advisor
IG Viagens
Uol

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *